segunda-feira, 24 de novembro de 2008

Precisando descobrir vida além da tela. Da tv, do pc. Buscar vida que constrange, que toca e não só tecla, que sente e não só vê; vida que não cabe, que transborda e incomoda. Vida inesperada e não consentida sempre.
Precisando olhar menos das janelas e sair à porta, andar e percorrer as ruas, as gentes mais por vontade e menos por obrigação.
Precisando se apropriar do que é meu e, extrair a última gota de vida boa, ou ruim. E transformar o limão em limonada se eu quiser sugar essa vida mais líquida, mas degustável.
Precisando mudar o verbo...

4 comentários:

Esther disse...

Entendo o seu sentimento, pois me sinto assim também, já passei da fase da janela, ando querendo varar pela porta a fora e desvendar novos mundos...

texto pequeno em forma e grande em sentido!


bjs

Rodrigo disse...

Uau, agora ele esta escrevendo, ninguem segura essa menina... bem como voce pediu: http://rsviana.blogspot.com

Beijao

Pavón disse...

Esse verbo se chama viver muito além dos dedos que digitam, dos olhos que assistem, dos ouvidos que apenas ouvem... é preciso sentir a vida, cheirá-la, tocá-la, beijá-la, degustá-la, vivê-la!

Beijos

Rafael Noris disse...

A vida virtual é limitada, faz bem estar off-line... e se no futuro, no fim da vida, descobrir que pouco da vida extraiu? Correr para a floresta... siga o coelho ;)