quarta-feira, 14 de maio de 2008

Idiossincrasias

Na verdade pensei em escrever hoje uma historinha de um filósofo meio supersticioso, uma das peripécias infantis de um dos sobrinhos, queria até escrever um verdadeiro tratado de psicologia humana, uma crítica literária muito louvável; mas enfim me falta talento para os últimos e minha autocrítica censurou os primeiros, resolvi então falar de algumas manias que temos e normalmente não fazem sentido algum, e como esse blog tem um objetivo quase terapêutico para mim, como eu já disse antes. Talvez seja bom falar sobre essas estranhezas, talvez não seja, mas mesmo assim comentarei e ainda tentarei entendê-las (quem sabe um dia); eu arrisco:
Eu faço lista de coisas, listas que nunca termino: de livros que já li, filmes que quero assistir e coisas do gênero, penso que faço isso por alguma mania de organização o que seria estranho, pois minha desorganização me impede de continuá-las, penso que me ajudará a cumprir algumas das coisas que desejo fazer, por exemplo lê mais, o que também é contraditório pois sempre me deprime o tamanho da lista, e novamente deixo pra lá, sem adquirir ou começar a me debruçar sobre um novo exemplar, sem procurar o filme ou o cd que queria ouvir...e continuo criando listas: blogs que quero visitar sempre, coisas que devo (ou deveria) fazer no dia seguinte, contas do mês e por aí vai...
Eu rôo minhas unhas, (atualmente não faço mais, entretanto sempre tenho recaídas). Bom sobre isso, dizem que é ansiedade, talvez, mas não gosto de minhas unhas grandes, acho mais bonitas curtinhas, roídas assim, e também aprecio bastante mantê-las assim assistindo um filminho na TV, e não se preocupem, na medida do possível, eu lavo as mãos e as unhas.
Eu falo sorrindo, até pouco tempo não me dava conta dessa mania, até uma colega de faculdade me dizer sem dó nem piedade que nunca sabia se eu estava sendo sincera ou ironizando porque sempre ria ao falar, tento me policiar agora para evitar mal entendidos, mas já me flagrei diversas vezes nessa situação embaraçosa, mas calma...ainda não cheguei ao ponto de gargalhar em velórios, ou sorrir da desgraça alheia, não sou insensível e sem noção (só as vezes).
Eu geralmente não reviso os textos que escrevo aqui, na verdade não gosto de fazer isso com nenhum, gosto de pensar que a idéia inical será mantida, mas estou percebendo que os erros inicias também são mantidos, assim comecei a revisar de vez em quando e por outros motivos que eu sei serem muito mais razoáveis que minha desculpa preguiçosa, espero para o bem de todos, que adquira esse hábito saudável.
Acho que é só... não que me faltem mais dessas características, mas meu bom senso acaba de me informar que finalizará o texto.

3 comentários:

Robertáh disse...

Oii...
estava eu aqui vendo alguns blogger's, e entre eles vi o seu...
Li algumas historias... alguns post's...
Me identifiquei com alguns, não gostei de outros...
Mas gostei do seu modo de pensar =D

Se quiser visite meu 'mundinho' também...
Lá não tem textos como os seus, mas tem meu ''dia-a-dia'', não sei se és adolescente (como eu), ou se és adulta já...
Mas se quiser podemos ser amigas...
Sei que cheguei meio derrepentee.. Me desculpe..
Mais é que sempre que visito algum blogger e gosto eu custumo comentar !

Beijoo*

x-lostdreams.blogspot.com/

Guilherme disse...

Se você se preocupa em falar sorrindo, eu lhe digo para jogar essa sua preocupação fora...

Quem realmente quiser lhe perceber, olhará através de você.. e saberá o que se esconde atrás do teu olhar e do teu sorriso falado ou do seu falar sorrindo!

O que o outro pensa sobre.. é questão dele! Seja do jeitinho que você sentir que deve ser..

Só aquilo que é verdadeiro pode reconhecer o real! Poderia o falso saber o que vai além dele mesmo?

Gosto do seu sorriso! E se pudesse arriscar, diria que esse sutil sorrir de agora, é bem sincero! :D

Não revise os textos! Inspire-se e semeie tuas palavras! Viver não é desenhar sem borracha? Então...

A idéia única deve ser mantida.. e os erros, nos servem para lembrarmos que somos perfeitamente falíveis.. e belos!

.. assim como teu sorriso e tuas palavras sinceras!

Ro.bertah disse...

brigada.!
éh eu tbm acho dificil de escrever o que se passa comigo...mas no começo eu não sabia o que postar então comcei a escrever dos meus dias mesmo...
hushushauhauh*
tomara que dê tudo certo siim (yn)

beijoo*
tudo de bom pra tii.!