terça-feira, 15 de setembro de 2009

filosofia barata

Adverso

Se não me engano, o Thiago escreveu em algum lugar e eu li: ”o antônimo também faz parte do significado de uma palavra.” Sim, o oposto de algo, o contrário também é este algo. Não deve ser à toa que teorias sobre a dualidade dos seres e das coisas abundam desde sempre. Mas é quando essa separação ocorre dentro de mim, que faz mais sentido, que me ocupa o pensamento. É quando faço algo que não quero, ou o contrário, deixo de fazer algo que desejo; que meu ser parece está em partes, em lados opostos no mesmo campo de batalha. É muito difícil a serenidade, pra entender que o que me parece diverso também sou eu. Que a incoerência me compõe também. Tomar partido de mim mesmo, sabendo que tenho que discordar por outro lado, também de mim. Tudo muito paradoxal e complexo. E ao mesmo tempo tão incompreensível quanto simples. Penso que me conheço a vida toda, e de repente me estranho. Deve ser porque vivo sempre na superfície da vida e quando vez em quando sou obrigado a olhar o fundo e a imensidão sob mim, me assusto um pouco. E me olho como se nunca tivesse me visto. E fico em dúvida pra responder a pergunta que me faço: Quem és tu e o que desejas?
PS: achei, onde li o comentário do Thiago

7 comentários:

Kholdan disse...

de barata não tem nada essa filosofia...Tem muita profundidade...
Até serviu para minha reflexão
=]

Abraão Vitoriano disse...

"filosofia razão da vida..."

e vi aqui...!

beijos,

menino-homem.

Tatiane Trajano disse...

" e descobri que não sei, nada de mim"

Te leio e reflito sobre a vida..

Beijos!!!

HSLO disse...

Muito bom ler os seu escritos...viu.


gostei


abraços


Hugo

_Thiago disse...

um segundo, estou relendo porque adorei.

_Thiago disse...

eu acho que sou alguém que não sabe a grandeza daquilo que se é, mas que deseja muito descobrir. Acho que sou alguém que não se encontra muito dentro de si, mas que deseja se encontrar num livro, numa música, no silêncio. Eu sou alguém que passa um tanto despercebido aos olhos de quem não me atrai, o que me faz me amar mais e mais, porque a minha vida se torna seletiva por si própria, ou pelo menos, assim desejo que seja.

E eu espero que tudo aquilo que desejamos seja sinônimo de um futuro muito próximo.

Mil beijos!

_Thiago disse...

Olha só esse post,

http://solidaoestavel.blogspot.com/2008/09/aquilo-que-voc-me-disse.html

acho que foi o primeiro em que você comentou.
acredita que faz mais de um ano?