quarta-feira, 5 de agosto de 2009

quer um gole?

De novo. Estou inebriada. Tomei minha dose regular de realidade, na verdade duas, a segunda foi pensando que era água, e não era.
Andava precisando, sóbria de sonhos e imaginações. Andava tropeçando em alguma ilusão.
Agora sim, ébria andando na linha reta da vida com meus passos trôpegos.

2 comentários:

João C. disse...

Lindas palavras sorvidas de uma só dose, ou melhor, duas.
Isso é o que eu chamo de embriaguez poética.

Kholdan disse...

Muito bom o texto. Tocante mesmo...
Todos um dia tropeçaram em alguma ilusão e nada melhor q boas doses de realidade ;)