sábado, 7 de março de 2009

08 de março

comentário sobre o post anterior (postado em razão do dia internacional da mulher):

porque nada melhor que um texto de quem mais sabe escrever sobre ser mulher, com todas as dúvidas, medos, dramas, alegrias e tudo, tudinho que só a gente conhece bem, mas que poucas como ela tem o dom de deixar tão sublime por escrito, nem aí para quem discordar, isto é um comentário pessoal com julgamento estritamente subjetivo, assim com todas as identificações que sinto ao lê Tati Bernadi e; mesmo quando não, ainda consigo perceber essa dor e essa alegria de ser mulher, arrisco dizer que talvez seja essa sintonia que nos une em torno do que é feminino, do que nos é essência e mesmo assim estranheza, que arrebatam tantos leitores. Eu admito que queria eu mesma ter esse dom (será inveja?) de poder me conhecer tanto assim ou pelo menos me questionar tanto assim, a ponto de me mostrar inteira com todos os defeitos e qualidades, com tudo de imperfeito que vem junto com o que é belo e bom ao nos revelarmos, acho corajoso essa escrita em primeira pessoa, pois é assumir a responsabilidade que vem junto por tudo que se diz, não estou dizendo que sua escrita é inteiramente autobiográfica. É melhor eu parar por aqui, pois quanto mais eu tento explicar e mostrar o quanto gosto, ou o quanto a escritora é incrível, menos consigo. Acho que eu queria dizer simplesmente é que quando publico um texto dela aqui, é porque é exatamente isso que eu queria ter dito (não tenho um ex- namorado que vai se casar, mas eu desconfio que ser simples é praticamente impossível mesmo). Ah e eu também não consigo dormir por causa da palavra "como".
PS: A última frase do texto, é apenas uma refência conotativa ao texto comentado, durmo feito uma pedra, graças a Dio...

Um comentário:

Afobório. disse...

muito bacana mesmo. acho que entender as mulheres é uma tarefa árdua, no entanto, entender qualquer pessoa é tarefa difícil, acho que é por que para entender alguém é preciso ir além de onde vamos costumeiramente.
todos temos uma certe temeridade para receber as novidades que existem além de qualquer fronteira.
isso acontece em tudo e com todos, eu acho.

sorte e luz, para você e todos os seus queridos.