terça-feira, 9 de setembro de 2008

o morcego

Da nova série: coisas inusitadas que acontecem com a gente
Fui dormir ontem já bem tarde, janela aberta que o calor está de lascar. Luz apagada, soninho gostoso, sobrinha dormindo na cama de baixo. De repente ouço um som, parecido com o bater de asas de um pássaro, torci para que fosse uma “borboleta de chuva” ou que saísse pela mesma fresta da janela, seja lá o que fosse; não estava querendo levantar a não ser ao som do meu despertador e seria bem mais tarde.

Depois de perceber que o bicho voador não estava encontrando a serventia da casa, e temendo o pior, achei melhor levantar e acender a luz, e vi o morcego, suspeitas confirmadas.

Como o teto é baixo, o bicho dava vôos rasantes sobre minha cabeça, voando em círculos pelo quarto, e quando vinha em minha direção eu me arrepiava e o coração quase saltava pela boca, quando saia eu tinha medo que pousasse na minha sobrinha que dormia tranqüila; pensei em berrar e pedir socorro ao meu irmão ou ao marido da minha prima, mas como estava tarde achei melhor pegar a arma mais próxima; e então com minhas legítimas havaianas em mãos, mais pra defender que pra atacar, comecei a enxotá-lo baixinho, não queria acordar ninguém no susto.

Abri mais um pouco a janela e finalmente depois de mais alguns sobrevôos, o morcego partiu em retirada. Fechei bem a janela, até gosto de calor sabia? E me pus a pensar, porque mega supersticiosa que sou; já comecei a me perguntar o que significaria a visita do morcego, por que não uma borboleta colorida? Um passarinho verde? Ou até mesmo uma “esperança”? Ainda bem que o sono e minha memória não permitiram que eu lembrasse nada ruim ligado a visita de um morcego, mas que foi surpreendente foi, se bem que teve uma vez que dei de cara com uma coruja que fez o barulho que coruja faz bem na minha cara, só não caí pra traz porque ... mas enfim isso já é outra história.

2 comentários:

TH14G0 T disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
TH14G0 T disse...

mas que foi surpreendente foi, se bem que teve uma vez que dei de cara com uma coruja que fez o barulho que coruja faz bem na minha cara, só não caí pra traz por que ... mas enfim isso já é outra história.

bom, não deixe de contar essa outra história!

bom fim de semana. e sem morcegos!