sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

Feliz ano novo

O ano começou com tudo tão perto de mim, as pessoas mais queridas, as férias mais esperadas, as esperanças mais guardadas e ainda não sei o que pensar do novo ano, acho que vou aproveitar o dia, vou aproveitar os dias, e isso não é o que melhor podemos fazer?
To tentando estar presente em cada momento, porque as vezes estamos com a cabeça no futuro ou no passado e nem percebemos o que ocorre a nossa volta, falta consciência de viver agora, hoje, já. Sem pressa. Estou aérea ainda, viajando muito nas palavras alheias e sem nada pra contar aqui, porque antes disso tem que acontecer aqui dentro, na cabeça ou no coração e fazer diferença, mudar algo, mover algo, nem que seja uma idéia. E tudo ainda está em processo de conhecimento, ou reflexão, que seja. O velho hábito que ficou de pensar mais que o necessário e fazer menos que poderia. E quem consegue sempre melhorar que nos conte o segredo. Porque por aqui é a labuta diária do ser quem sou ou quem poderia ser. É a dúvida em busca da resposta adequada as perguntas absurdas desse mundo. E no meio de tudo a pequena ilha onde nos sentimos seguros dos outros e sozinhos com nós mesmos, sem a medida certa pra dosar as quantidades de cada coisa. Mas deixando de lado as elucubrações (by Deusdemilson :P) não pode faltar os pedidos de paz e amor e a fé em tudo que começa e cá estou eu, do fundo do coração e de verdade: Peace and love for all! Feliz ano novo pra nós!

3 comentários:

Edna disse...

Bem, se seu ano começou com as pessoas mais queridas por perto e eu não estava lá, quer dizer que não sou tão querida???????
Precisamos nos encontrar!
Abraços

Ana Aitak disse...

eu disse :"as pessoas mais queridas" e não: TODAS as pessoas mais queridas, rs. ´Portanto sinta-se querida...bjokas

_Thiago disse...

Eu também não vejo porque não ter esperança =) Por mais que a gente nem pense em nada, ou tenha quebrado alguma superstição (meu caso - eu comi frango sem querer)!!!